Reabilitação do núcleo histórico de Silves

Enquadramento

Tranquilamente debruçada sobre o rio Arade, a cidade de Silves testemunhou, ao longo dos séculos, os modos de vida e as civilizações de inúmeros povos. Desde Romanos a Árabes, a cidade alberga hoje um vasto espólio de achados arqueológicos de várias épocas.

Nesse sentido, o seu património arquitectónico é igualmente rico, destacando-se o Castelo, a e a Ponte Velha. A variedade de estilos arquitectónicos é abundante e todo o conjunto é dos mais ricos da região do Algarve.

A intervenção da Progitape traduziu-se na reabilitação do núcleo histórico de Silves, promovendo um melhor diálogo entre os elementos históricos edificados e o espaço público.

Solução

Os princípios orientadores desta proposta assentaram na valorização deste espaço, de modo a que se pudesse preservar e reenquadrar o património histórico edificado.

Assim, incluiu a requalificação o espaço público mediante o seu redesenho, a aplicação cuidada de materiais para os pavimentos, a escolha de mobiliário urbano que se articulasse com a proposta, a implantação de espécies arbóreas, arbustivas e herbáceas que se adequassem e integrassem na estrutura verde existente, de forma a que se conseguisse valorizar a imagem urbana de Silves.

Assim sendo, e numa lógica de harmonização com a envolvente, foi decidido, aquando da conceção de qualquer um dos projetos, estabelecer pressupostos que conferisse à globalidade da proposta uma linguagem comum.

Para que tal se concretize, escolheram-se materiais, mobiliário urbano e uma estrutura verde que se enquadrasse no existente e perspetivasse um futuro que assenta na qualidade e valorização do espaço urbano, permitindo devolver à população a fruição do espaço intersticial da cidade.